Anuncio!


Do Portal no Ar: O Rio Grande do Norte já contabilizou 499 homicídios em 2015. A assustadora estatística é do Sindicato dos Policiais Civis do RN (Sinpol) e é feita com base no acompanhamento de dados sobre o Itep e hospitais de urgência e emergência do Estado, informou o diretor do órgão sindical, Paulo César de Macedo. 

De primeiro de janeiro até agora, o número de assassinatos dividido pelos dias transcorridos revela uma média diária de crimes violentos preocupante: são 4,70 homicídios por dia, quase três vezes mais do que a taxa de todo o ano de 2015, que foi de 1,65, também conforme o Sinpol. A escalada da violência no Rio Grande do Norte não é uma novidade. 

Há um mês, o “Atlas da Violência” compilou dados dos últimos 10 anos e concluiu que o Estado foi onde as taxas de homicídios mais cresceram no Brasil, aumentando 308%. 

Para o poder público, os resultados são reflexo dos anos da falta de investimento em segurança pública e políticas correlatas para inibir o avanço da violência. 

Resoluções Nessa quinta-feira, a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) divulgou que, em apenas três meses deste ano, 58 casos de assassinatos que aconteceram em Natal foram elucidades e atribuiu a autoria de tais crimes a 66 pessoas, as quais foram indiciadas. 

De acordo com o diretor da DHPP, delegado Ben-Hur de Medeiros, a elucidação de tantos homicídios tem relação direta com o trabalho de investigação do local de crime: 

“Nossas equipes vão até os locais onde os homicídios foram praticados e conseguem colher informações valiosas que nos ajudam a descobrir a autoria dos crimes”. A população também tem papel fundamental para a elucidação dos assassinatos quando repassa informações para o Dique-Denúncia 181.

Postar um comentário