Anuncio!


A previsão dos meteorologistas do Nordeste é de que a queda de chuvas até o fim do chamado período invernoso, em meados de maio, tenha uma variação nos nove estados da região, sendo abaixo do normal no semiárido e de normal a acima da normalidade na área litorânea. 

O meteorologista da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), Gilmar Bristot, disse que para o Sertão do Rio Grande do Norte, a condição de chuvas não mudou muita coisa, mas as precipitações que caírem não vão resolver os problemas da agricultura, “mas pode contribuir para o armazenamento de águas nos reservatórios de médio e grande porte”, vez que os pequenos açudes estão praticamente cheios por causa das últimas chuvas. 




Tribuna do Norte

Postar um comentário