Anuncio!


Com mais de 800 mil casos de dengue e 38.332 mil de chikungunya em todo o País, os pacientes que apresentam sintomas dessas doenças precisam ficar atentos a uma possível complicação cardíaca, a miocardite. Este é o alerta da cardiologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Thalita Merluzzi.
Trata-se de uma inflamação do miocárdio, ou seja, músculo do coração. Esta condição incomum pode resultar em uma variedade de sinais e sintomas, incluindo dor no peito, palpitação, cansaço e falta de ar.
“Com o processo inflamatório provocado por essas doenças, o organismo do indivíduo começa a produzir anticorpos, passíveis de danificar as células do miocárdio. Após uma a duas semanas dos sintomas habituais dessas doenças, sinais de arritmias e insuficiência cardíaca podem se manifestar”, salienta a cardiologista.
Os sintomas são decorrentes do aumento do tamanho do coração (diagnosticado por exame de imagem) e acúmulo de líquido no pulmão.
A cardiologista também explica que ainda não foi possível definir qual percentual de pacientes desenvolverá a inflamação no coração. “Não existe correlação com a gravidade dos sintomas da dengue e chikungunya”, esclarece.
A maioria dos casos evolui para cura, já em outros ficam com a sequela, sendo de extrema importância acompanhamento médico. O diagnóstico é fácil e detectado por exames, como cintilografia (análise por imagem na especialidade de medicina nuclear) e ressonância magnética.

Postar um comentário