Anuncio!


whatsappA Frente Parlamentar Mista pela Internet Livre e Sem Limites divulgou nota de repúdio à determinação de bloqueio do aplicativo Whatsapp. Formada por 220 parlamentares, a frente informou que vai entrar com mandado de segurança no Tribunal de Justiça de Sergipe com pedido de liminar contra a decisão do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE), que determinou o bloqueio do aplicativo por 72 horas.
Na nota de repúdio, a frente parlamentar critica o atraso das instituições brasileiras e ressalta que é fundamental a democratização do acesso à informação. “A sociedade brasileira está no digital, enquanto as instituições permanecem no analógico”, diz o presidente da frente, deputado JHC (PSB-AL), que assina a nota.
O bloqueio do Whatsapp começou às 14 horas desta segunda-feira (2) e abarca todo território nacional. O juiz quer o repasse de dados do Whatsapp sobre uma quadrilha interestadual de drogas para uma investigação da Polícia Federal. Os executivos do Whatsapp afirmam que não possuem esses dados.

Postar um comentário