Anuncio!

Em uma das fotos que rodou as redes sociais, é possível notar que um sujeito aparece no canto direito.

    

Foto/Reprodução

Pelo menos duas mulheres foram secretamente fotografadas durante umexame médico realizado no Colégio Militar de La Nación, na Argentina. As fotos vazaram e rapidamente se espalharam pela internet. Um médico de 40 anos, cujo nome não foi divulgado, foi suspenso por ser suspeito da autoria das imagens.

Em uma das fotos que rodou as redes sociais, é possível notar que um sujeito aparece no canto direito. Aparentemente, alguém que trabalha no colégio militar. Uma das vítimas seria uma candidata para trabalhar na área de enfermagem do Exército. Segundo o jornal local El Liberal , ela estava no meio de um exame admissional.

Em comunicado à imprensa, o Exército argentino disse que uma queixa criminal será feita para que os responsáveis pelas fotos proibidas possam ser penalizados e condenou qualquer conduta que viola odireito à privacidade dos indivíduos.

Fontes: R7 | Nova Cruz Oficial

Postar um comentário