Anuncio!

                           
O baiano Isaquias Queiroz, 22, conquistou nesta quinta-feira (18) sua segunda medalha nos Jogos Olímpicos do Rio e entrou para uma lista exclusiva do esporte brasileiro.
Com o bronze obtido na prova do C1 200 m, disputada na Lagoa Rodrigo de Freitas, ocanoísta se igualou a Afrânio da Costa (1920), Guilherme Paraense (1920), Gustavo Borges (1996) e Cesar Cielo (2008) como únicos do país a irem duas vezes ao pódio em uma mesma edição do megaevento.
O ouro ficou com o ucraniano Iurii Cheban e a prata, com Valentin Demyanenko, doAzerbaijão.
Até os Jogos do Rio, a canoagem velocidade brasileira não havia conquistado nenhuma láurea na competição.
Na terça-feira (16), Isaquias havia sido vice-campeão olímpico em uma prova mais longa, o C1 1.000 m, na qual terminou somente atrás do alemão Sebastian Brendel.
O baiano ainda terá a chance de se isolar no plano nacional em termos de conquistas em uma só edição da Olimpíada. Nesta sexta (19), ele disputa ao lado de Erlon Souza as eliminatórias e semifinais do C2 1.000 m. Se avançarem, disputarão a decisão das medalhas no sábado (20).
Ambos foram campeões mundiais no ano passado, em Milão, e são os maiores favoritos ao ouro no Rio.
Fontes: Folhapress | Correio do Estado

Postar um comentário