Anuncio!


                      IMG_3808
Uma manifestação que estava para ser pacífica, ontem, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, promovida pelas Forças Sindicais e os movimentos sociais, degringolou à violência, vandalismo, desrespeito, na agressão ao patrimônio público, na ameaça às pessoas, muitas delas servidoras que se encontravam trabalhando. Os manifestantes (ou baderneiros) quebraram vidros e invadiram as portarias dos prédios na Esplanada. Houve registro de incêndio na área interna dos ministérios da Agricultura, do Planejamento e da Cultura, mas, segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas não deixaram feridos.
Em meio à bagunça, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, informou que o presidente Michel Temer decretou a “ação de garantia da lei e da ordem” e, com isso, tropas federais passariam a reforçar a segurança na região da Esplanada dos Ministérios. De acordo com estimativa da Central Única dos Trabalhadores (CUT), os atos reuniram 200 mil manifestantes durante todo o dia. Até as 15h30, a Secretaria de Segurança Pública estimava público de 35 mil pessoas no ápice dos protestos.

Postar um comentário