Anuncio!


                             

Recomendação publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) pede a suspensão dos contratos firmados com fornecedores laticinistas. As informações são da assessoria de comunicação do MPRN.
Segundo o órgão, laudos apontaram resultados insatisfatórios para determinação de coliformes a 45ºC, acondicionamento e transporte inadequados. Esses são alguns dos problemas detectados em inspeções realizadas pela Subcoordenadoria de Vigilância Sanitária (Suvisa), em parceria com os órgãos de vigilância sanitária dos municípios potiguares e com o Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Lacen), em pontos de distribuição do Programa do Leite.
A Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas) foi recomendada pela suspensão de alguns contratos com laticinistas irregulares, com a notificação dos laticínios contratados que estejam irregulares para se adequarem dentro do prazo máximo de 30 dias, devendo adotar as medidas legais para garantir a continuidade do Programa do Leite.
Na cidade de Barcelona 127 famílias cadastradas no programa do leite estão sem receber o leite desde o ultimo Domingo, a empresa responsável pela distribuição do leite e a Apasa,
O MP afetou o município, pois as famílias estão prejudicadas com a falta da distribuição do leite.
Mas vale lembrar que esta medida do MP foi no intuito de garantir a saúde das famílias que fazem parte do programa leite potiguar.
Em contato com Nazuca Marques, Secretária Municipal de Ação Social, ela nos informou que já entrou em contato com a Apasa, empresa distribuidora pela sethas (governo do estado), estamos no aguardo para saber que medidas eles vão tomar e quando voltarão a fazer entrega.
Fonte: Portal Barcelona News

Postar um comentário