Anuncio!

                                              Com ascensão meteórica, Ignácio surge como opção para partida contra o Paraná
Dos jogadores relacionados para a partida contra o Grêmio, o zagueiro Ignácio era o menos badalado. Com 21 anos, havia defendido o Bahia apenas em partidas pelo Sub-23. Passou a integrar o elenco profissional ao fim do Campeonato Brasileiro de Aspirantes, mas a forte concorrência no setor, que conta com Tiago, Lucas Fonseca, Jackson, Douglas Grolli e Everson, fazia com que passasse despercebido. O cenário, no entanto, mudou. Bastaram poucos minutos em campo no empate em 2 a 2 com o Tricolor Gaúcho para despertar a curiosidade de quem ainda não havia sido apresentado ao jovem defensor natural da cidade de Currais Novos, no Rio Grande do Norte.
Ignácio conquistou, em 2018, uma ascensão meteórica. Em março deste ano, ele defendia o modesto Força e Luz, que ficou sem calendário na temporada após disputar o Campeonato Potiguar. Emprestado pelo Santa Cruz, de Sergipe, ele atuou nos 14 jogos realizados pelo clube no estadual e marcou um gol, no empate em 1 a 1 com o ABC, no Frasqueirão.
Como o Força e Luz não atuaria mais no ano, o zagueiro foi repassado por empréstimo para a Associação Sportiva Sociedade Unida (ASSU), também do Rio Grande do Norte, para a disputa da Série D. Ele jogou as seis partidas da fase de grupos, cinco na condição de titular e uma como reserva. Com quatro derrotas, um empate e um triunfo, o time potiguar ficou em último no Grupo 5 e não avançou na competição.
A campanha ruim na Série D não impediu que Ignácio recebesse um convite do Bahia para passar por um período de testes no Fazendão. O desempenho demonstrado em Salvador agradou, o defensor foi emprestado pelo Santa Cruz e se destacou no Campeonato Brasileiro de Aspirantes. Ele virou titular no meio da competição e ganhou destaque.
Após a eliminação do Tricolor no Sub-23, a diretoria de futebol e a comissão técnica optaram por promover Ignácio ao grupo profissional. E, sete meses após deixar o Força e Luz, o zagueiro estreou na Série A do Campeonato Brasileiro. A primeira experiência na equipe principal do Bahia veio em momento de grande pressão. Ele entrou em campo com o time em inferioridade numérica, uma vez que Jackson havia sido expulso, e tinha como missão conter o ataque do atual campeão da Libertadores da América.
Ignácio atuou por cerca de 40 minutos no Rio Grande do Sul e conseguiu quatro passes certos, dois desarmes, uma intercepção certa e quatro rebatidas, segundo o Footstats. Como Tiago e Everson ainda se recuperam de lesão, e Jackson está suspenso, o jovem defensor aparece como opção para a partida de sábado, contra o Paraná, em Pituaçu, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além dele, o técnico Enderson Moreira conta com Lucas Fonseca, Douglas Grolli e Jaques para o jogo do próximo fim de semana.
O contrato de Ignácio é válido até o fim deste ano. Contudo, o diretor de futebol tricolor, Diego Cerri, destaca que pode efetuar o pagamento de uma quantia “acessível” para que o defensor permaneça no Fazendão por mais tempo.
- A gente trouxe para teste, depois de observar um material dele e pegar algumas informações. Disputou quatro partidas no Brasileiro de Aspirantes. Temos uma opção de compra bem acessível – comentou.

O jovem defensor terá, portanto, mais dois meses para provar que merece um esforço financeiro por parte do clube para seguir no Fazendão. Será um período para, também, conquistar espaço e gravar o nome na memória dos torcedores tricolores como alternativa para o futuro.

Postar um comentário