Mesmo com nova cirurgia descartada neste momento, Neymar ficará afastado do futebol por dez semanas, prazo de recuperação estimado pelo Paris Saint-Germain. Com isso, é possível que a fratura no pé direito faça o atacante ter o ano com menos jogos de toda a sua carreira até aqui.
Na temporada passada, quando quebrou o quinto metatarso pela primeira vez, o atleta esteve em campo 37 vezes. Ele acumula 29 partidas em 2018/19 e precisará de uma recuperação sem maiores retrocessos para superar a marca de 2017/18 -a pior do brasileiro, distante de lesões graves em seus tempos de Santos.
Se a programação estabelecida pelo PSG for seguida à risca, o camisa 10 ficará novamente à disposição na segunda semana de abril. É nessa semana que começarão as quartas de final da Liga dos Campeões, mas, para atuar, além de cumprir o cronograma, ele terá de torcer para seus companheiros derrubarem o Manchester United nas oitavas.
Neymar, que completará 27 anos na próxima terça-feira (5), poderia voltar a jogar no Campeonato Francês no dia 13 de abril, contra o Lille, pela 32ª rodada. Restariam-lhe, portanto, sete jogos.
“Típico filme de super-herói. Começa a parecer que vai dar tudo errado, né, aí vem o final e nos mostra que, lutando por seus objetivos, vem a vitória”, escreveu Neymar em suas redes sociais. Desde que foi constatada a lesão, ele não deu entrevistas.