Danilo Teixeira, 27 anos, acreditava que iria ter relações sexuais com vítima, mas mãe é que marcou encontro para que padastro e amigo PM fizessem o flagrante

Um encontro marcado via WhatsApp, em um shopping center de Natal, foi a estratégia usada pela família de uma adolescente de 13 anos para prender um assediador. Identificado como Danilo Teixeira, um universitário de 27 anos, ele foi flagrado quando tentava agarrar a vítima em uma rua lateral do estacionamento comercial.
Tudo estava sendo monitorado por um amigo da família da adolescente, que é policial militar, e pelo padrasto dela. Conduzido na noite de segunda-feira (14) à Central de Flagrantes, o celular de Danilo continha mais conversas com outras menores de idade. Ele foi autuado por tentativa de estupro de vulnerável.
Assustada e bastante nervosa, a adolescente de 13 anos, não identificada, alegou que era assediada por Danilo Teixeira durante quase dois meses. “Ele me chamou no WhatsApp e disse que queria me conhecer melhor”, contou na Delegacia da Polícia Civil.
Nas mensagens, o homem perguntava se a adolescente já tinha mantido alguma relação sexual ao longo da vida e, em uma das conversas, afirmava que iria beijar a boca da jovem e acariciar as partes íntimas.
Tendo contado à família o que vinha acontecendo, os parentes pensaram numa forma de flagrar o assediador. A mãe assumiu o lugar da adolescente na conversa onde marcaram o encontro. Assim que chegou no shopping, o universitário pediu à adolescente para que fosse com ele a uma rua lateral, supostamente porque não haveria pessoas e nem vigilâncias por câmera. Lá, ele logo tentou agarrar a adolescente.
De acordo com o PM Ildo Ferreira, a prisão foi feita em flagrante. O universitário, que disse ter uma namorada de 23 anos, tentou alegar que sabia que a vítima tinha 13 anos, mas não entendia o crime como pedofilia, dizendo ter beijado outras adolescentes em outros momentos e nunca ter sido punido. Perguntado se já tinha saído com crianças, ele negou.
Universitário tenta estuprar adolescente de 13 anos em Natal. Em conversa, ele a chama pra sair e pergunta se a menina já tinha beijado Foto: Reprodução/TV Ponta Negra
Universitário tenta estuprar adolescente de 13 anos em Natal. Em conversa, ele a chama pra sair e pergunta se a menina já tinha beijado Foto: Reprodução/TV Ponta Negra