Homem morre de ereção prolongada enquanto fazia sexo com a amante

Foto: Reprodução/Daily Mail

Um homem de 30 anos morreu em um quarto de hotel nigeriano “de estresse por ereção prolongada” após ter tomado uma droga do sexo para se relacionar  com a amante. Ele era casado e pai de três filhos.

Segundo relatórios o homem se chamava Samson e foi encontrado morto no quarto de um hotel (foto) no estado de Delta. As informações são do Daily Mail.

Exames após a morte apontam que ele havia utilizado uma droga sem receita chamada Manpower, que supostamente tem efeitos semelhantes ao Viagra.

Tal situação traz muitos perigos e ele acabou sendo vítima de um deles, já que uma fonte afirmou que a causa da morte foi o “estresse por ereção prolongada”.

O homem morreu como resultado do “estresse da dureza consistente” de acordo com uma fonte ao site Punch.

— Depois de ter relações sexuais por um longo tempo, ele não conseguia ejacular e deve ter morrido por causa disso. Ele foi dominado pela droga, era a primeira vez que a tomava.

Segundo a fonte, ele cortejava a mulher, que fugiu após a tragédia, há três meses e, no bar do hotel ele contou seus planos de utilizar a droga para adquirir mais potência sexual.

Médicos alertam que ingerir indevidamente este tipo de medicamento é muito perigoso.  A prescrição médica é necessária para a utilização de tais remédios.

Do R7